O-projeto-Amigos-da-Jubarte.jpg

O Projeto

INICIATIVA MULTIPLATAFORMA DE CONSERVAÇÃO DA ESPÉCIE BALEIA-JUBARTE (Megaptera novaeangliae)

O Projeto Amigos da Jubarte é uma iniciativa multiplataforma de conservação da espécie baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae), fundado no estado do Espírito Santo - Brasil em outubro 2014, fruto de uma colaboração entre os institutos O Canal e Últimos Refúgios

 

Desde sua criação, o projeto tem como objetivo estudar e divulgar a presença das baleias-jubarte na costa capixaba (Espírito Santo - Brasil). Anualmente, são desenvolvidas pesquisas científicas, atividades culturais, educação ambiental, sensibilização, capacitações e ações de fomento ao desenvolvimento turístico regional, através da observação natural de baleias, aliado a elaboração de propostas de políticas públicas que promovam a conservação da espécie e o ecossistema marinho.


Antes do projeto existir, o Espírito Santo era um estado onde pouco se falava em desenvolvimento sustentável, e a população capixaba sequer sabia da presença das baleias-jubartes em seu litoral,  além disso não se ouvia falar em baleias. O Projeto Amigos da Jubarte fez o turismo de observação de baleias acontecer de forma ordenada em tempo recorde, desde o processo de descoberta das baleias em mares capixabas, a divulgação, capacitação dos atores da cadeia do turismo local, o envolvimento e sensibilização das comunidades locais, articulação com governos e empresas privadas, tornando a baleia jubarte como símbolo capixaba e uma das diretrizes para o turismo pelo Governo Estadual.

Dark-Blue-Wave.png
Dark-Blue-Wave_edited.png
Dark-Blue-Wave.png
Dark-Blue-Wave_edited.png
JubarteLAB_logo_BRUSH.png

Como resultado desse trabalho, além da transformação da baleia-jubarte em um ícone turístico e cultural do Espírito Santo, o Jubarte.Lab, braço científico do Projeto, acumula uma matriz de dados primários no litoral capixaba, não só da baleia-jubarte mas também em relação a outros cetáceos presentes na região da plataforma da Grande Vitória. A área de abrangência das pesquisas se estende do município de Serra ao município de Guarapari, incluindo a capital Vitória e Vila Velha, e nelas são levantadas e apuradas informações sobre comportamento, composição social, biogeografia, distribuição das populações (riqueza, distribuição, densidade e abundância), além de trabalhos de fotoidentificação e monitoramento acústico passivo (MAP).

Fomento
ao Turismo

No turismo, o projeto realiza a capacitação das agências de turismo e dos mestres de embarcação que desejam realizar a observação natural de baleias de forma segura, respeitando as normas de avistamento. Em 2017, o projeto criou, também, o site www.queroverbaleia.com, que serviu como a principal ponte entre os turistas e as agências de turismo capacitadas. O projeto também desenvolve atividades culturais, de educação ambiental e apresentação de propostas de políticas públicas que promovam o desenvolvimento turístico regional aliado à conservação da espécie.

Formento-ao-Turismo_edited.jpg
Educacao-Ambiental_Amigos-da-Jubarte.jpg

Educação Ambiental

Os trabalhos de educação ambiental desenvolvidos pelo projeto, incluem a capacitação dos professores para que os mesmos possam aplicar esses conhecimentos em torno da baleia dentro de sala de aula, e isso nos mais variados níveis de ensino, ou seja, desde o infantil ao superior. O projeto também desenvolve oficinas, como a realizada em parceria com a Mola, e realiza palestras, onde é abordado diversos assuntos dentro das diversas áreas de abrangência que o projeto possui.

Sensabilização Ambiental

As atividades de sensibilização buscam transformar a vida das pessoas que entram em contato com alguma ação do projeto. A principal delas é ir ver baleia já que o turista ou o parceiro do projeto terá a oportunidade de ver de frente esse animal. As campanhas de limpeza de praia, o festival da baleia, o festival da jujuba, a exposição fotográfica, também estão entre as diversas atividades de sensibilização que o projeto desenvolve.

Baleia-de-lixo.jpg
Palestra_Sensibilizacao_Vale.jpg

Capacitação de Colaboradores do Porto de Tubarão

O projeto também capacita os colaboradores da Vale que trabalham no Porto de Tubarão para que os mesmos saibam como realizar os procedimentos necessários caso alguma baleia jubarte entre no porto. O projeto acredita que essa aproximação com os funcionários dessa área, prevenirá possíveis prejuízos, tanto para a multinacional quanto para o meio ambiente.

Políticas Públicas

O Projeto criou o “Observatório da Baleia”, uma instância colaborativa de diálogo e acompanhamento para monitorar a evolução da atividade, que conta com representantes de agências e operadoras de turismo, proprietários e mestres de embarcações, ONGs ambientais, Capitania dos Portos do ES, Cia. de Desenvolvimento de Vitória (CDV), Secretariais Municipais de Turismo e Meio Ambiente de Vila Velha e Vitória, Sebrae e Secretaria Estadual de Turismo do ES.

Politicas-Publicas_Amigos-da-Jubarte.jpg
Monitoramento-de-Cetaceos.jpg

Programa de Monitoramento de Cetáceos (PMC-PT)

O projeto também capacita os colaboradores da Vale que trabalham no Porto de Tubarão para que os mesmos saibam como realizar os procedimentos necessários caso alguma baleia jubarte entre no porto. O projeto acredita que essa aproximação com os funcionários dessa área, prevenirá possíveis prejuízos, tanto para a multinacional quanto para o meio ambiente.

Amigos-da-Jubarte_multimedia.jpg

Difusão Científica

Todo esforço na atuação das diferentes vertentes do Projeto é acompanhado e registrado pela equipe de Comunicação e Difusão Científica, gerando um vasto acervo de fotos e vídeos, que é difundido em fluxo contínuo através de campanhas para internet, mídias sociais e imprensa tradicional. Com isso, aproximamos a sociedade das riquezas naturais presentes na costa do estado do Espírito Santo, elevando a baleia-jubarte ao status de espécie bandeira, gerando empatia e evidenciando a importância da conservação da espécie.

Amigos-da-Jubarte_multimedia.jpg
Blue-Wave.png
Blue-Wave_edited.png
Blue-Wave.png
Blue-Wave_edited.png

O Projeto Amigos da Jubarte tem a parceria da Vale S/A, além do apoio da Universidade Federal do Espírito Santo, Governo do Estado do Espírito Santo e Agência Aves Voando Alto. O Projeto também mantém uma parceria colaborativa com o Ministério do Meio Ambiente, através do Centro de Mamíferos Aquáticos (CMA/ICMBio).