top of page

Inédito: Pesquisadores registram canto de baleia-jubarte raro em janeiro no ES.

Autor: Anna Flavia Sacchetto - Projeto Amigos da Jubarte


Em janeiro deste ano, em uma expedição de pesquisa rotineira do Jubarte.lab/Projeto Amigos da Jubarte para monitoramento de cetáceos da costa da Grande Vitória, o grupo de pesquisadores registrou através do monitoramento de bioacústica o canto de uma baleia-jubarte.

O registro intrigou a todos, pois a espécie possui ciclos migratórios e o período de reprodução da espécie em águas capixabas vai de junho a novembro. Então porque uma baleia-jubarte estaria no litoral do ES em janeiro?!


Para nosso coordenador de pesquisa do Jubarte.Lab e biólogo marinho Joe Barreto, a baleia pode estar “atrasadinha” em relação a temporada reprodutiva de 2022, ou muito adiantada em relação a temporada de 2023, pois não é comum encontrar baleias desta espécie nesta época do ano.


"Não podemos dizer que ela estava perdida, porque essa é uma região onde ela ocorre, se reproduz, nasce. O que acontece é que ela está fora da época dela comum de se estar." cita o coordenador.



O registro inédito nessa época do ano do canto da jubarte, ou famoso “baleiês”, dá indícios de que é possível, porém raro, encontrar baleias-jubarte fora da temporada de reprodução.


O Amigos da Jubarte, através do braço de pesquisa Jubarte.Lab, faz o monitoramento de baleias e golfinhos no litoral do Espírito Santo há anos, utilizando as metodologias de M.A.P. (Monitoramento Acústico Passivo) e Dronemonitoramento, para compreender sua ecologia de vida e criar medidas técnicas para mitigar os impactos antrópicos causados nas espécies. Através dos hidrofones, os pesquisadores captam a vocalização desses animais, que pode ser ouvido a quilômetros de distância. Por isso é importante a pesquisa envolvendo a bioacústica. Ele é feito em vinte pontos diferentes no mar da Grande Vitória, de Guarapari até a Serra. Um microfone subaquático consegue captar esses sons de diferentes frequências.




As baleias se comunicam em uma frequência mais baixa e, em grande parte da frequência que elas se comunicam, é possível escutar com o ouvido humano quando mergulhamos a mais de 1 metro de profundidade. Já os golfinhos, se comunicam em frequências muito mais altas fazendo com que a maioria desses sons seja inaudível ao ouvido humano. Para um maior detalhamento do mamífero marinho ouvido, utilizamos programas específicos que trabalham com espectrograma para determinar a espécie em questão.


O registro inédito repercutiu na imprensa e foi destaque no G1 hoje.


Ouça o canto inédito dessa baleia-jubarte clicando aqui .


Será que essa baleia já está ansiosa para a próxima temporada reprodutiva? Fica a dúvida!


O Canto das Jubartes

Salientamos que o mergulho em época reprodutiva de baleia é PROIBIDO, exceto pesquisadores com autorização certificada.

O canto foi registrado apenas em machos de baleia-jubarte, o motivo ainda não se sabe, há hipóteses que seja para atrair parceiras, comunicação ou sucesso reprodutivo dos machos da espécie.

Em cada população existe uma uniformidade no canto, um padrão fixo. Entretanto, esse canto está sempre em transformação e todos os machos vão incorporando essas alterações ao longo do tempo.


Indivíduos de uma mesma população geralmente cantam a mesma canção. Diferentes populações podem apresentar similaridades nos seus cantos, dependendo do espaço geográfico em que se encontram e da distância temporal, já que a transmissão das mudanças no canto de região para região pode levar anos.


O mecanismo pelo qual os cantos são compartilhados ainda é especulativo, mas já se fala em transmissão cultural como principal responsável. Pesquisas apontam que o canto das jubartes é um dos melhores exemplos de transmissão cultural em animais não humanos.


As baleias-jubarte têm a capacidade de mudar seus sinais vocais depois de entrar em contato com os sinais vocais de outros indivíduos.




Compartilhe com os amigos e familiares.


Siga o Projeto Amigos da Jubarte em nossas redes sociais:


Siga também o Projeto Golfinhos do Brasil:


Para receber atualizações do Projeto Amigos da Jubarte por e-mail, se inscreva em nosso site!


--

Para aqueles que tem interesse em ver as baleias em Vitória - Espírito Santo em 2023, é só entrar no site do Projeto Amigos da Jubarte pelo link: www.queroverbaleia.com


O Projeto Amigos da Jubarte é uma realização do Instituto O Canal em parceria com a Vale, patrocínio do Banestes e apoio da UFES e da agência de turismo AVES.















128 views

ความคิดเห็น


bottom of page